Site da rede
Artistasgauchos.com.br
artistasgauchos.com.br

Notícias

Projeto Atena: Desconstrução e Reconstrução do Feminino
27/08/2016 / Cômica Cultural

PROJETO ATENA: DESCONTRUÇÃO E RECONSTRUÇÃO DO FEMININO

UMA EXPERIÊNCIA DE REFLEXÃO COLETIVA, PRÁTICA E CRIATIVA SOBRE O FEMININO NA CONTEMPORANEIDADE

Ministrantes: Catharina Conte e Laura Spritzer Galli

QUARTAS-FEIRAS das 19 as 21:30

CARGA HORÁRIA – 11 ENCONTROS – 28 HORAS/AULA

14 DE SETEMBRO A 07 DE DEZEMBRO

SALA 501 DO COMPLEXO CRIATIVO COMICA CULTURAL

 O que é ser mulher?

A partir do entendimento de que ser mulher é algo que se desenvolve no tempo e que pode ter inúmeras variações, queremos investigar coletivamente: Como podemos trabalhar em cena questões próprias do que é ser mulher? É possível articular o feminismo com exercícios teatrais? Acreditando na potência da reflexão aliada a uma prática criadora e artística, a proposta deste curso é aprofundar algumas discussões feministas combinadas com aulas de teatro voltadas para o desenvolvimento de mulheres.

Corpo, sexualidade, maternidade e empoderamento são os eixos principais que nos guiarão nessa jornada. A professora de história e feminista Laura Galli trará elementos teóricos a respeito de cada tema, para fomentar a discussão com as alunas, e a atriz e professora Catharina Conte desenvolverá exercícios e práticas relacionados com cada um deles. A partir do estudo de personagens do teatro e da literatura e também da experiência das próprias alunas, desenvolveremos coletiva e artisticamente cada assunto.

Ao final dessa imersão, as alunas farão uma mostra de processo, uma pequena celebração. Apresentação de cenas autorais que funcionam como desdobramento prático da reflexão desenvolvida ao longo das aulas. Não é necessário ter experiência prévia. Apenas vontade e desejo de discutir o feminino. 

PLANO DE AULAS

14/setembro: aula inicial, apresentações, conversas iniciais e primeira aula teórica/debate tema sobre corpo

21/setembro: aula prática corpo

28/setembro: aula prática corpo

05/outubro: conversa sobre prática do tema “corpo” e aula teórica/debate sobre sexualidade

12/outubro: feriado

19/outubro: aula prática sexualidade

26/outubro: aula prática sexualidade

02/novembro: feriado

09/novembro: conversa sobre prática “sexualidade” e aula teórica/debate sobre maternidade

16/novembro: aula prática maternidade

23/novembro: aula prática maternidade

30/novembro: conversa sobre prática “maternidade” e aula teórica/debate sobre empoderamento (relacionando com os temas anteriores)

07/dezembro: apresentação de processo e avaliação final

Catharina Cecato Conte(DRT 0012619) é atriz, produtora cultural, roteirista, locutora, dubladora e professora, tendo contato com o teatro desde pequena. Sócia de Patsy Cecato no Complexo Criativo Cômica Cultural. Formada no curso de Produção Audiovisual da faculdade de comunicação da PUCRS (TECCINE/FAMECOS/PUC), no qual dirigiu o curta- metragem “Do lado de lá”, orientação de Eduardo Wanmaccher e Fabiano de Souza. É bacharel em Teatro, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (DAD-IA-UFRGS), com ênfase em interpretação teatral. Seu trabalho de conclusão foi “Como sobreviver ao fim do mundo”, monólogo com foco no trabalho vocal, impulsionado pelos dois anos e meio de pesquisa de iniciação científica com a prof. Dra. Mirna Spritzer, a cerca do universo radiofônico e da vocalidade do ator. a atriz executou um trabalho continuado de pesquisa em cima da temática da vocalidade, oralidade, performance de escuta, teatralidade, silêncio, e as relações da voz com o espaço e tempo. Experienciou, em intercâmbio, o estudo de atuação para cinema na escola americana New York Film Academy, em Los Angeles, Califórnia, pelo período de dois meses. Quando pequena, estudou ballet por sete anos, dos sete aos quatorze anos. É professora de teatro na escola porto alegrense Cômica Cultural desde março de 2011. Seu primeiro trabalho como atriz foi aos nove anos, no espetáculo “Deu a louca nas bruxas” (2001), texto de Cristina Savian e direção de Patsy Cecato. Participou como atriz de cerca de quinze espetáculos, os quais destacam-se “Beckett-Bion: o Gêmeo Imaginário”(2011) e “Bailei na Curva”(2012); sob direção de Julio Conte; “Mulheres Pessegueiro”(2012), direção de Patsy Cecato; “Zuccos” (2013), direção coletiva com Aline Jones, Anna Júlia Amaral e Isadora Pillar; “O clube dos Cinco”(2012), de Bob Bahlis; “Como Sobreviver ao Fim do Mundo”(2014), direção de Kevin Brezolin, entre outros. Em sua trajetória estudantil, passou por professores como Tatiana Cardoso, Julio Conte, Adriane Mottola, Cristiane Werlang, Gisela Haybeche, Suzi Weber, Jeremy James, Sérgio Penna, Roberto Oliveira, Daniela Carmona, Zé Adão Barbosa, entre outros. Em 2014, foi agraciada com o Prêmio Açorianos de melhor atriz Revelação pelo trabalho em “Como sobreviver ao fim do mundo”. Em 2015, estreou como produtora no festival de inverno Experimenta Teatro. Atuou em 2015, sob direção Edson Erdmann, no espetaculo Eu sou Maria, no natal luz de gramado e no projeto JOGO DA VIDA, da fundação Thiago de Moraes Gonzaga, apresentando-se em escolas municipais de Porto Alegre. Em 2016, atuou no filme CONTOS DO AMANHÃ, direção de Pedro Marques.

Laura Spritzer Galli é historiadora, professora de história e produtora cultural. Formada em bacharelado e licenciatura em História na UFRGS, seus dois trabalhos de conclusão permeiam os temas da história das mulheres, gênero e feminismo. No bacharelado, pesquisou a presença da teoria feminista na historiografia brasileira, fruto da experiência de pesquisa com a professora Céli Pinto. Na licenciatura, estudou possíveis diálogos entre história das mulheres e educação patrimonial no ensino de história. Tem experiência como professora e ministrante de oficinas sobre mulheres na história de Porto Alegre. Como produtora, trabalhou no Projeto Unimúsica, da UFRGS, e no Programa de Alfabetização Audiovisual (PAA), parceria das Secretarias de Cultura e Educação de Porto Alegre. No PAA, produziu eventos como o 8º Festival Escolar de Cinema, que levou mais de 6 mil estudantes de Porto Alegre a salas de cinema, e os cursos do Vagalume - Laboratório de Estudos em Audiovisual e Educação. Integra o bloco de carnaval e coletivo feminista Não Mexe Comigo Que Eu Não Ando Só, no qual é brincante e compõe o grupo de produção.

                           

INVESTIMENTO

Á vista: R$ 480,00 

Parcelado: 3 x de 175,00

 *alunas e ex-alunas da Comica pagam 3 x de 140,00 ou 420,00 a vista

 

Av. Osvaldo Aranha, 1070/503 - Fone 51 3268.7016 - comica@terra.com.br

Site desenvolvido pela Metamorfose Agência Digital